INFORMAÇÕES > Notícias
27/06/17 - Correio Popular
Aplicativo ajuda motorista a obter socorro na estrada
Os motoristas que circulam pelo Corredor D. Pedro já podem solicitar socorro médico, policial e mecânico e acompanhar em tempo real o deslocamento do serviço com previsão de chegada pelo celular com o aplicativo SOSAqui, disponibilizado ontem. Criado pelas empresas Kria Tecnologia e I-DEA Tecnologia em março do ano passado, o aplicativo foi desenvolvido especialmente para rodovias sob concessão, sendo que a primeira a adotá-lo é a Rota das Bandeiras, que administra as rodovias D. Pedro I (SP-065), Anel Viário José Roberto Magalhães Teixeira (SP-083), Professor Zeferino Vaz (SP-332), Engenheiro Constâncio Cintra (SP-360) e Romildo Prado (SP-063).

O aplicativo pode ser baixado gratuitamente no Play Store em aparelhos com sistema Android e no App Store para aqueles com sistema iOS. Sócio-proprietário da I-DEA, Eder Leonidas explica que o usuário deve fazer um cadastro com marca e modelo do veículo e assim que acessar trecho da Rota das Bandeiras visualizará três botões personalizados na página inicial. “Quando aciona o botão só escolhe o tipo de problema e envia”, esclarece.

“Você pode pedir socorro médico e mecânico, enviar alerta de acidente, tem todos os pontos de apoio da concessionária, recebe mensagens de alerta de trânsito, além de conseguir consultar outros serviços relacionados”, complementa o empresário. Mesmo fora da área de concessão, é possível acessar localizações de bases do Corpo de Bombeiros, chaveiros, postos de combustíveis, estacionamentos, farmácias e hospitais, listados conforme a distância do ponto em que o usuário está. “A gente levou em consideração a questão do sinal e trabalha até com um sinal mínimo de dados”, garante.

Conforme a concessionária Rota das Bandeiras, que administra o Corredor, a disponibilização do SOSAqui foi aprovada pela Agência de Transportes de São Paulo (Artesp), responsável pelo Programa de Concessões Rodoviárias do Estado de São Paulo. Segundo Leonidas, outras treze negociações estão em andamento com concessionárias do País, sendo cinco no Estado de São Paulo, porém nenhuma outra administra rodovia na região de Campinas. Ainda de acordo com o empresário, a fase de testes já foi concluída.