Governo tenta manter valor do pedágio nas vias expressas da Castello

O governo do estado, por meio da Procuradoria Geral, deverá recorrer da decisão da Justiça que obriga a redução dos valores dos pedágios cobrados nas pistas expressas da Rodovia Castello Branco no km 18 (Osasco) e no km 20 (Barueri).
Apesar de haver a decisão judicial, os valores ainda não mudaram. A Viaoeste, concessionária da Castello, afirmou que não foi notificada e mantém a cobrança em R$ 2,80.

A decisão da Justiça é uma resposta a ação civil ingressada pelo Ministério Público contra a CCR Viaoeste e a Artesp, que obteve liminar favorável a respeito dos valores cobrados incorretamente nas praças de pedágio das pistas expressas.

O autor, promotor Fábio Garcês, destacou que os usuários arcam com valores além do máximo permitido. O promotor argumentou ainda que o valor das novas praças difere para mais (R$2,80) do que prevê as regras do edital (R$1,70 para Osasco e R$1,90 para Barueri). O juiz acatou e deu 3 meses para a CCR se ajustar.

Escreva um comentário